quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Ir

Havia uma doce intriga, um perfume de pecado, um não encostar de mãos que queriam estar juntas, uma timidez em entregar-se, afinal...

Os olhares não se encontravam e nunca sorriam ao mesmo tempo. Fingiam que não se viam e deixavam pra procurar um ao outro, quando ninguem tivesse notando.

Tem uma certa cortina que separa. Talvez medo, uma angústia de viver aquilo, uma insegurança em se soltar e cair em vez de voar...

Acho que antes de tudo, o certo é não pensar em cair. É deixar solto, é abrir asas, é olhar pro horizonte e ir além, até lugares que não se sonhava atingir, lugares que ninguém consegue ver, que poucos visitam, poucos chegam.

É amar sem medo de dar as mãos e não odiar sentir forte, sentir muito. É por aí: amar amando. E só.

A peça só começa, quando o palco deixa de ser apenas cortina vermelha. E entram os atores, entram as emoções, falas e atos que se preparam pra viver e vivem.

A peça só começa quando o palco vazio se enche de vida, sorrisos ou dramas, abraços, danças e o que quer que for.

E a peça nunca acaba, porque mesmo que termine, o único fim verdadeiro que posso vim a ter é quando se esquecem dela.

E penso que é assim, simples: lembrar, voar, brincar e viver.

5 comentários:

Tiago Soares disse...

amo sem medo!

;************************************8

Simone disse...

não canso de dizer q é sempre muito bom ler o q tu escreve garotaaa
parabéns...
eu me realizo lendo tudinhoooo
:)
bjooo

Gabrielle disse...

[Parte 1]
Fantástico!
A forma que você escreve, a simplicidade e a elegância numa sintonia perfeita, o modo que transformar os assuntos mais corriqueiros em textos cheios de vida, que fazem com que queiramos ler mais e mais.
Eu leio seu blog há algum tempo já, mas ficava meio acanhada de comentar
=~~
Já chorei com o casal que "terminou" o namoro, já fiquei muito ansiosa esperando o outro Drama

Gabrielle disse...

[Parte 2]
E fico muito feliz ao ver tamanho talento, de poder viajar com as histórias e textos que você escreve, que são tão reais, tão acolhedoras.
Demorei mas, finalmente, vim deixar meu comentário.

Estou esperando seu livro
;D

Daniel Nunes disse...

tudo lindo
tudo lindo




é o amor!!!!

bj